Pular para o conteúdo principal

Music and Poems - Eddie Vedder

      De onde viemos? Para que existimos? Por que o bem e o mal existem? Para onde iremos? Eis as questões que afligem a sociedade a milhares de anos sem que ninguém consiga dar uma resposta conclusiva e definitiva para nenhuma delas. Mas mesmo assim, as pessoas vivem em um transe generalizado que as faz andar enfileiradas como formigas atrás de um doce. O quê da questão está exatamente aí. Como pode a sociedade ditar regras e padrões de vida a serem seguidos se cada pessoa pode ver o mundo de uma forma diferente e ter respostas diversas para as questões supracitadas? 
     De onde viemos? De um Deus criador de tudo? De um fenômeno cósmico complexo? Dos dois? Ou de nenhum? Pra que existimos? Pra fazer o bem? Pra fazer o que vier a cabeça? Pra fazer história? Pra orgulhar alguém? Por que o bem e o mal existem? O que é o bem? E o mal? Pra onde iremos? Pro céu? Pro inferno? Pra lugar nenhum? 
      A sociedade apresenta respostas padrões para cada uma dessas perguntas através da religião, do consumismo, do moralismo, e diversos outros 'ismos'. Mas será que engolir receitas prontas é a melhor forma de passar pela vida? Certamente é uma forma mais fácil, mas fácil significa melhor? A sociedade funciona como uma correnteza que arrasta a todos para uma mesma direção. Nadar contra a correnteza obviamente demanda mais esforço, assim como pensar. Para cada resposta surgem três novas perguntas e por aí vai o infinito ciclo de aprender, crescer e se reinventar.
       São as perguntas que mudam o mundo. Questionar é desafiar o status quo e inspirar mudanças de atitudes e pensamentos. Se cada pessoa passasse a prestar mais atenção ao seu redor e questionar a origem de certos preconceitos, vícios e desrespeitos que muitas vezes passam despercebido no dia a dia; o mundo não seria hoje um celeiro de líderes extremistas e massas clamando para serem manipuladas. 
       Essa curva descendente que a sociedade está traz a sensação de que quanto mais se muda, mais o mundo piora. A onda de progressismo no mundo com o empoderamento feminino, liberdade de expressão e de orientação sexual; gerou uma onda ainda maior de conservadorismo que se recusa a aceitar respostas diferentes do script. Crescer e evoluir demanda sacrifício, afinal como muito bem disse Arthur Schopenhauer: "Quanto mais claro é o conhecimento do homem - quanto mais inteligente ele é - mais sofrimento ele tem; o homem que é dotado de gênio sofre mais do que todos".
       Veja abaixo um trecho da música Society, de Eddie Vedder, onde ele aborda alguns desses assuntos, e ainda o vídeo com a música completa.

"É um mistério para mim
Nós temos uma ganância com a qual concordamos
Você pensa que você tem que querer mais do que precisa
Até você ter isso tudo, você não estará livre

Quando você quer mais do que possui 
Você pensa que precisa 
E quando você pensa mais do que você quer 
Seus pensamentos começam a sangrar 
Acho que preciso encontrar um lugar maior 
Pois quando você tem mais do que você pensa 
Você precisa de mais espaço 

Sociedade, essa raça louca
Espero que você não esteja tão só sem mim
Sociedade, realmente loucos
Espero que você não esteja tão só sem mim"



   

Não há cérebro suficiente para sobreviver. Thomas Lerooy

Comentários