Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

Ode à Mentira

O ser humano mente em média 200 vezes por dia, e muitas dessas vezes pra si mesmo. Se todos mentem rotineiramente, por que a Mentira é vista de forma abominável, quase como um crime? Será que é possível viver sem ter que mentir em momento algum? Como seria a vida se ninguém mentisse? Nesse post faremos uma saudação sincera à mentira, ferramenta essencial para a vida em sociedade.        Não se trata aqui de fazer apologia a mentira, até por que ninguém precisa disso pra mentir. Só precisa da situação certa ou da pergunta inoportuna. Se trata, sim, de mostrar que todos mentimos sobre as mais diversas coisas e não há vergonha nisso.


"Quase todas as mentiras são provocadas. As principais culpadas são as perguntas que se fazem."
Miguel Esteves Cardoso
       E isso é um fato. Nem sempre as outras pessoas estão dispostas realmente a ouvir a verdade para determinadas perguntas (e raramente estão). Imagine algum amigo lhe perguntar por que você não respondeu alguma mensagem, o…

L'avenir est sur la table

'The Future is On The Table', ou 'O futuro está na mesa'. Parece frase de primeira semana de curso de inglês (nesse caso Francês), mas na verdade é uma pequena síntese do que representam essas eleições Francesas para o mundo. A eleição de Emmannuel Macron como novo presidente foi um passo importantíssimo para frear a guinada nacionalista e extremista que estava se espalhando pelo mundo, muito causada pelo terror do radicalismo religioso e a onda de imigração em massa de pessoas fugindo da guerra civil em seus países de origem.        Essa crise migratória, e por que não dizer humanitária, gerou grandes debates no ano passado em torno do papel das grandes potências em acolher esses refugiados; e países como Alemanha e França lideraram o movimento para receber parte dessas pessoas. Porém, atentados terroristas aconteceram seguidamente na Europa, muitos na França e alguns também na Alemanha. Isso fez com que grande parte da população mundial associasse esses ataque…

Soundtrack: Os dias eram assim

A nova supersérie da Globo, Os dias eram assim, tem chamado atenção não só pela relevância do momento histórico retratado mas por sua bela fotografia e perfeita trilha sonora. Pra quem não acompanha a série, ela se passa na era negra da ditadura militar no Brasil e expõe de forma bastante forte pra essa geração que não sabe o que foi esse período a realidade dura que era viver sob constante opressão e ausência de direitos que hoje são considerados triviais. Esses que veneram pessoas como o Bolsonaro que prestam homenagens a ditadores e torturadores e defende a presença de militares nos mais altos cargos do executivo; deveriam assistir um pouco a aula de história que a série tá dando antes de pedir intervenção militar. O país não precisa de um salvador da pátria (leia-se Lula e Bolsonaro, duas faces da mesma moeda). O que precisamos pra sair dessa crise ética e econômica é ter vergonha na cara e não votar em figurinhas que estão álbum da corrupção. Só isso já resolveria 90%. Os …

My Favorite - 13 Reasons Why

Nem sei por onde começar a falar sobre essa série fantástica lançada recentemente pela Netflix e que se tornou um sucesso imediato e tema de grandes discussões importantíssimas para a atualidade. O post pode conter leves spoilers (mas bem de leve mesmo). Pra quem não sabe, Thirteen Reasons Why trata sobre o suicídio de uma jovem chamada Hannah Baker, onde antes de se matar, ela deixa 13 fitas contando os treze motivos que a fizeram se matar. A produtora executiva da série é a cantora e atriz Selena Gomez, que encampa essa bandeira contra o Bullying.       A série choca em diversos momentos pela forma explícita com que aborda diversos temas e nunca suaviza cena nenhuma. Temos cenas de estupro, a cena do suicídio, espancamentos, etc.. Todas cenas fortíssimas e que evidenciam o desejo dos diretores de realmente chocar e fazer refletir sobre cada um desses motivos que fizeram Hannah se matar. E é incrível como todos já passaram por pelo menos um dos assuntos abordados nas fitas, se…

"Quote" - Sri Sri Ravi Shankar

O líder espiritual indiano Ravi Shankar é o destaque da postagem de hoje, com seus ensinamentos sobre a vida e como aproveitá-la de forma harmônica, pacífica e prazeirosa. Um dos grandes pensamentos do indiano é sobre o tempo e como cada pessoa possui sua própria realidade e o momento certo para realizar cada etapa importante da vida.       A seguir a transcrição de um dos pensamentos desse grande pensador, alguns vídeos de entrevistas   com ele e ainda a música Let it be, cantada por John Legend e Alicia Keys.
“Alguns estão solteiros, alguns estão casados e esperaram 10 anos para ter um filho. Outros tiveram um filho depois de um ano de casados. Alguns se formaram aos 22 anos e esperaram cinco anos para conseguir um bom emprego. Outros se formaram aos 27 e encontraram o emprego de seus sonhos imediatamente. Alguns se tornaram presidentes de grandes empresas aos 25 e morreram aos 50, enquanto outros se tornaram presidentes aos 50 e viveram até os 90.
Cada um trabalha com seu próp…

Music and Poems - Eddie Vedder

De onde viemos? Para que existimos? Por que o bem e o mal existem? Para onde iremos? Eis as questões que afligem a sociedade a milhares de anos sem que ninguém consiga dar uma resposta conclusiva e definitiva para nenhuma delas. Mas mesmo assim, as pessoas vivem em um transe generalizado que as faz andar enfileiradas como formigas atrás de um doce. O quê da questão está exatamente aí. Como pode a sociedade ditar regras e padrões de vida a serem seguidos se cada pessoa pode ver o mundo de uma forma diferente e ter respostas diversas para as questões supracitadas?  De onde viemos? De um Deus criador de tudo? De um fenômeno cósmico complexo? Dos dois? Ou de nenhum? Pra que existimos? Pra fazer o bem? Pra fazer o que vier a cabeça? Pra fazer história? Pra orgulhar alguém? Por que o bem e o mal existem? O que é o bem? E o mal? Pra onde iremos? Pro céu? Pro inferno? Pra lugar nenhum?        A sociedade apresenta respostas padrões para cada uma dessas perguntas através da religião, do

Poesia de Gaveta

Reciclando o tempo
Quantos mistérios o tempo pode guardar? Quantos segredos ele pode revelar? O dia passa, A vida corre E você aí, No mesmo lugar
Quantas tristezas o tempo pode superar? E quantas almas desse mundo vão se salvar? As feridas estão abertas Muitos tics Vários tacs Pra fazer cicatrizar
Quantas mentiras foram ditas? Quanta crueldade esse mundo suportou? Economize hipocrisia, Poupe sua energia Use bem o tempo que te sobrou
Menos mortes, Mais ação, Menos cortes, Mais tesão, Chega de rotina E de recortes de jornal Pois viver de reação É antecipar o funeral Mais amor no coração Não vai fazer nenhum mal
O tempo é subjetivo Pessoal e impiedoso Não perdoa o velocista Nem tampouco o vagaroso No começo ou no final Um segundo passa igual Quem viveu, viveu! Quem não, viveu também! Pois mesmo se você o esqueceu O tempo não esquece de ninguém
Vamos reciclar o nosso tempo, Nos deitar com um alento, Acordar com bom senso,

Alternative Facts

Desde a posse do novo Presidente dos Estados Unidos, Donald J. Trump, no dia 20 de Janeiro, o mundo passa a conhecer uma nova ordem de poder e influência. Ofensas a mexicanos, deficientes, mulheres, muçulmanos, jornalistas e inúmeras outras pessoas não foram suficientes para por um fim na famigerada candidatura de Trump. Sua campanha foi pautada por escândalos, diversas declarações polêmicas, mentiras; ele ainda recusou expor sua declaração de impostos e falou que aceitaria o resultado das eleições "se ganhasse".        Após sua posse, esperava-se que o magnata adotasse um tom mais presidencial, diminuísse o número de tweets e passasse a tentar conciliar o país para enfrentar os quatro anos de mandato. Mas ao invés disso no seu primeiro dia no cargo, Trump passou boa parte do seu discurso para os agentes da CIA falando que a mídia mentiu sobre o tamanho da platéia que acompanhou sua posse. A imagem comparativa entre a posse de Obama e a dele colocadas lado a lado most…