Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaque

My Favorite - 13 Reasons Why

Nem sei por onde começar a falar sobre essa série fantástica lançada recentemente pela Netflix e que se tornou um sucesso imediato e tema de grandes discussões importantíssimas para a atualidade. O post pode conter leves spoilers (mas bem de leve mesmo). Pra quem não sabe, Thirteen Reasons Why trata sobre o suicídio de uma jovem chamada Hannah Baker, onde antes de se matar, ela deixa 13 fitas contando os treze motivos que a fizeram se matar. A produtora executiva da série é a cantora e atriz Selena Gomez, que encampa essa bandeira contra o Bullying.       A série choca em diversos momentos pela forma explícita com que aborda diversos temas e nunca suaviza cena nenhuma. Temos cenas de estupro, a cena do suicídio, espancamentos, etc.. Todas cenas fortíssimas e que evidenciam o desejo dos diretores de realmente chocar e fazer refletir sobre cada um desses motivos que fizeram Hannah se matar. E é incrível como todos já passaram por pelo menos um dos assuntos abordados nas fitas, se…
Postagens recentes

"Quote" - Sri Sri Ravi Shankar

O líder espiritual indiano Ravi Shankar é o destaque da postagem de hoje, com seus ensinamentos sobre a vida e como aproveitá-la de forma harmônica, pacífica e prazeirosa. Um dos grandes pensamentos do indiano é sobre o tempo e como cada pessoa possui sua própria realidade e o momento certo para realizar cada etapa importante da vida.       A seguir a transcrição de um dos pensamentos desse grande pensador, alguns vídeos de entrevistas   com ele e ainda a música Let it be, cantada por John Legend e Alicia Keys.
“Alguns estão solteiros, alguns estão casados e esperaram 10 anos para ter um filho. Outros tiveram um filho depois de um ano de casados. Alguns se formaram aos 22 anos e esperaram cinco anos para conseguir um bom emprego. Outros se formaram aos 27 e encontraram o emprego de seus sonhos imediatamente. Alguns se tornaram presidentes de grandes empresas aos 25 e morreram aos 50, enquanto outros se tornaram presidentes aos 50 e viveram até os 90.
Cada um trabalha com seu próp…

Music and Poems - Eddie Vedder

De onde viemos? Para que existimos? Por que o bem e o mal existem? Para onde iremos? Eis as questões que afligem a sociedade a milhares de anos sem que ninguém consiga dar uma resposta conclusiva e definitiva para nenhuma delas. Mas mesmo assim, as pessoas vivem em um transe generalizado que as faz andar enfileiradas como formigas atrás de um doce. O quê da questão está exatamente aí. Como pode a sociedade ditar regras e padrões de vida a serem seguidos se cada pessoa pode ver o mundo de uma forma diferente e ter respostas diversas para as questões supracitadas?  De onde viemos? De um Deus criador de tudo? De um fenômeno cósmico complexo? Dos dois? Ou de nenhum? Pra que existimos? Pra fazer o bem? Pra fazer o que vier a cabeça? Pra fazer história? Pra orgulhar alguém? Por que o bem e o mal existem? O que é o bem? E o mal? Pra onde iremos? Pro céu? Pro inferno? Pra lugar nenhum?        A sociedade apresenta respostas padrões para cada uma dessas perguntas através da religião, do …

Poesia de Gaveta

Reciclando o tempo
Quantos mistérios o tempo pode guardar? Quantos segredos ele pode revelar? O dia passa, A vida corre E você aí, No mesmo lugar
Quantas tristezas o tempo pode superar? E quantas almas desse mundo vão se salvar? As feridas estão abertas Muitos tics Vários tacs Pra fazer cicatrizar
Quantas mentiras foram ditas? Quanta crueldade esse mundo suportou? Economize hipocrisia, Poupe sua energia Use bem o tempo que te sobrou
Menos mortes, Mais ação, Menos cortes, Mais tesão, Chega de rotina E de recortes de jornal Pois viver de reação É antecipar o funeral Mais amor no coração Não vai fazer nenhum mal
O tempo é subjetivo Pessoal e impiedoso Não perdoa o velocista Nem tampouco o vagaroso No começo ou no final Um segundo passa igual Quem viveu, viveu! Quem não, viveu também! Pois mesmo se você o esqueceu O tempo não esquece de ninguém
Vamos reciclar o nosso tempo, Nos deitar com um alento, Acordar com bom senso,

Alternative Facts

Desde a posse do novo Presidente dos Estados Unidos, Donald J. Trump, no dia 20 de Janeiro, o mundo passa a conhecer uma nova ordem de poder e influência. Ofensas a mexicanos, deficientes, mulheres, muçulmanos, jornalistas e inúmeras outras pessoas não foram suficientes para por um fim na famigerada candidatura de Trump. Sua campanha foi pautada por escândalos, diversas declarações polêmicas, mentiras; ele ainda recusou expor sua declaração de impostos e falou que aceitaria o resultado das eleições "se ganhasse".        Após sua posse, esperava-se que o magnata adotasse um tom mais presidencial, diminuísse o número de tweets e passasse a tentar conciliar o país para enfrentar os quatro anos de mandato. Mas ao invés disso no seu primeiro dia no cargo, Trump passou boa parte do seu discurso para os agentes da CIA falando que a mídia mentiu sobre o tamanho da platéia que acompanhou sua posse. A imagem comparativa entre a posse de Obama e a dele colocadas lado a lado most…

"Quote" - John F. Kennedy

A citação desse post é um trecho de um discurso do grande John Kennedy (1917-1963) para a Universidade de Yale em 11 de Junho de 1962. Veja a transcrição original e a tradução livre, bem como mais abaixo um vídeo com outro trecho do mesmo discurso e ainda o link para o áudio completo. 
Original:
     “The great enemy of truth is very often not the lie, deliberate, contrived and dishonest; but the myth, persistent, persuasive and unrealistic. Too often we hold fast to the cliches of our forebears. We subject all facts to a prefabricated set of interpretations. We enjoy the comfort of opinion without the discomfort of thought."
Tradução:
     "O grande inimigo da verdade não é a mentira, deliberada, irracional e desonesta; mas sim o mito, persistente persuasivo e irreal. É demasiado frequente nós nos prendermos aos clichês de nossos antepassados. Subjugarmos todos os fatos em nome de um conjunto pré-fabricado de interpretações. Nós apreciamos o conforto da opinião sem o desc…

O Narciso de cada um

Na geração do Instagram, facebook, dos likes e dos selfies, a exaltação a própria imagem é algo banal na vida cotidiana. Mas será isso um fenômeno contemporâneo? Na verdade, apenas a forma como se dá esse culto a si mesmo é que se transformou, mas o fenômeno em si já é retratado desde a Grécia Antiga, simbolizada por Narciso.       Segundo a mitologia grega, Narciso era um jovem belo filho do Deus Cefiso e da ninfa Liríope. Antes do seu nascimento, um oráculo previu que o belo rapaz teria uma vida longa e próspera contanto que nunca visse o próprio rosto. O jovem então cresceu e se tornou ainda mais belo, despertando amor tanto nos homens quantos nas mulheres da região de Beócia. Um dia uma ninfa chamada Eco se apaixonou perdidamente por Narciso, mas este a desprezava. As moças e rapazes desprezados por ele pediram aos deuses para dar uma lição em Narciso, fazendo-o se apaixonar por si mesmo. O rapaz, encantado com a própria beleza não resistiu e deitou-se no leito do rio Est…