Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaque

Recalculando Rota

Sabe aquele momento da vida que você olha pros lados e sente que esteve andando no automático por alguns quilômetros sem saber pra onde quer ir nem muito menos de onde veio? Pois é. 
          Esses momentos na vida podem parecer aterrorizantes. Se sentir perdido, sem rumo e sem focos pode levar ao desespero até as pessoas mais ambiciosas. Depressão e ansiedade podem levar à apatia e essa apatia nos mantém nesse automático que não leva a lugar algum. Viver a vida no automático é o modo mais fácil de desperdiçar nosso maior bem, que é o tempo.
         Mas esse momento em que se desperta e sai do automático nem sempre vai ser um momento ruim. Depende da forma como lidamos com ele. Por isso, é preciso usar esses momentos pra recalcular a própria rota. 
         Inicialmente, o mais importante é traçar metas. Metas maiores que são os pontos de chagada mas também metas semanais que levarão até o objetivo maior. 
       Outro ponto é elencar tudo o que está pendente pra ser feito e…
Postagens recentes

Muro de Berlim dentro de mim

Como conviver consigo mesmo? 
Todos nós somos uma reunião de diferentes "Eus" trancados dentro de nossa consciência, que é o único local em que verdadeiramente existimos sem mistérios, sem nuances, sem segredos e sem medo de julgamentos. Afinal, sentimos que podemos confiar em nós mesmos e a nós falamos tudo. Já os fragmentos de nossas versões são expostas em pitadas, de formas diferentes para cada pessoa que se interage, ou grupo ou ainda o local que se encontra. 
A diferença é o que temos em comum

Mas e quando nem mesmo em nossa consciência encontramos um lugar seguro para falar francamente? 
Existem diversos momentos na vida em que sentimos o peso das dúvidas que levamos conosco se erguer como um imenso muro separando lados opostos dentro de nós, dividindo emoções, sentimentos, medos, ressentimentos, insegurança, etc. Viver com um muro dentro de si é conviver com um estranho dentro dos próprios pensamentos. É como desprezar uma parte da própria existência  pela impotência…

Viver sem Saber

Todos os dias levamos a vida e enfrentamos as mais diversas incertezas sem medo e sem pensar no número de coisas desconhecidas e possibilidades de acontecimentos adversos que nos cercam a cada minuto. Vivemos enfrentando as chances das coisas darem errado com a certeza quase ingênua que no final tudo dará certo de alguma forma.
É clichê afirmar que a vida é uma escola, porém é uma verdade. Nessa escola, crescemos e aprendemos tomando decisões que implicam em coisas boas e também ruins. Faz parte do processo enfrentar consequências. 
Porém, a maior ironia da vida é que no momento da juventude onde são tomadas grandes decisões que impactam no resto da vida, é o momento em que nos encontramos menos maduros pra acertar nas escolhas. Quando envelhecemos, aprendemos os atalhos da vida, mas falta tempo pra mudar os rumos da própria história.
Portanto, enquanto temos tempo nos falta sabedoria. Quando temos sabedoria, nos falta vitalidade.

Viver sem saber não é ruim. Ruim mesmo é querer apres…

A Velocidade do Amor

Quão rápida é a velocidade da luz? Exatos 299.792.458 metros por segundo. Agora quem é capaz de precisar a velocidade com que a vida pode mudar diante de eventos dos mais variados? A velocidade de uma mensagem pode mudar um sentimento. A velocidade de uma bala pode acabar uma vida. A velocidade de um beijo pode mudar uma história. A velocidade de uma palavra pode acabar com um sonho. Mas a velocidade de um julgamento pode deixar marcas indeléveis em qualquer um.     É incrível perceber como a vida se alterna entre bons e maus momentos numa rapidez tão impressionante que nos acostumamos a ignorar essa sucessão de boas e más notícias e apenas viver um dia após o outro sem se preocupar muito que por melhor que seja o instante que se encontra, algo de ruim certamente está no horizonte. E o contrário felizmente é válido. Não podemos nunca nos abater por achar que os problemas que nos cercam são impossíveis de serem resolvidos. Sempre há solução.       A velocidade dos bons momentos …

Ode à Mentira

O ser humano mente em média 200 vezes por dia, e muitas dessas vezes pra si mesmo. Se todos mentem rotineiramente, por que a Mentira é vista de forma abominável, quase como um crime? Será que é possível viver sem ter que mentir em momento algum? Como seria a vida se ninguém mentisse? Nesse post faremos uma saudação sincera à mentira, ferramenta essencial para a vida em sociedade.        Não se trata aqui de fazer apologia a mentira, até por que ninguém precisa disso pra mentir. Só precisa da situação certa ou da pergunta inoportuna. Se trata, sim, de mostrar que todos mentimos sobre as mais diversas coisas e não há vergonha nisso.


"Quase todas as mentiras são provocadas. As principais culpadas são as perguntas que se fazem."
Miguel Esteves Cardoso
       E isso é um fato. Nem sempre as outras pessoas estão dispostas realmente a ouvir a verdade para determinadas perguntas (e raramente estão). Imagine algum amigo lhe perguntar por que você não respondeu alguma mensagem, o…

L'avenir est sur la table

'The Future is On The Table', ou 'O futuro está na mesa'. Parece frase de primeira semana de curso de inglês (nesse caso Francês), mas na verdade é uma pequena síntese do que representam essas eleições Francesas para o mundo. A eleição de Emmannuel Macron como novo presidente foi um passo importantíssimo para frear a guinada nacionalista e extremista que estava se espalhando pelo mundo, muito causada pelo terror do radicalismo religioso e a onda de imigração em massa de pessoas fugindo da guerra civil em seus países de origem.        Essa crise migratória, e por que não dizer humanitária, gerou grandes debates no ano passado em torno do papel das grandes potências em acolher esses refugiados; e países como Alemanha e França lideraram o movimento para receber parte dessas pessoas. Porém, atentados terroristas aconteceram seguidamente na Europa, muitos na França e alguns também na Alemanha. Isso fez com que grande parte da população mundial associasse esses ataque…

Soundtrack: Os dias eram assim

A nova supersérie da Globo, Os dias eram assim, tem chamado atenção não só pela relevância do momento histórico retratado mas por sua bela fotografia e perfeita trilha sonora. Pra quem não acompanha a série, ela se passa na era negra da ditadura militar no Brasil e expõe de forma bastante forte pra essa geração que não sabe o que foi esse período a realidade dura que era viver sob constante opressão e ausência de direitos que hoje são considerados triviais. Esses que veneram pessoas como o Bolsonaro que prestam homenagens a ditadores e torturadores e defende a presença de militares nos mais altos cargos do executivo; deveriam assistir um pouco a aula de história que a série tá dando antes de pedir intervenção militar. O país não precisa de um salvador da pátria (leia-se Lula e Bolsonaro, duas faces da mesma moeda). O que precisamos pra sair dessa crise ética e econômica é ter vergonha na cara e não votar em figurinhas que estão álbum da corrupção. Só isso já resolveria 90%. Os …